Friday, July 30, 2010

Acordei Laiálaiá

Bom dia, quase boa tarde!

Gente, acordei totalmente laiá laiá hoje. Não só de bom humor (geralmente acordo), mas no ritmo de samba. E de samba bom! Nem acreditei!

O despertador daqui é bonzinho: primeiro música, depois aquele piiiiipiiiipiiii dos infernos (necessários de vez em quando). Eu deixo na SkyRadio porque, em teoria, toca músicas mais suaves e não tem falatório de dj engraçadinho de manhã cedo. Mas, toca de tudo. Hoje, na hora que o despertador tocou estava no meio de um mix, remix sei lá o quê de sambas e, gente, de samba bom! Pelo menos a parte que eu ouvi antes do sonolento ao lado descer a mão no botão e eu quase nele ;-) Eu acordei, juro, assim: "Hã?! WTF? Eu ô dormindo? Ih! hahahah" e saí cantando junto antes mesmo de me espreguiçar.

Que sensação boa, sensação de "casa"! Ok, eu gosto de samba, sempre ouvimos samba bom na minha casa, mas acho que qualquer brasileiro (ou pelo menos a maioria) longe da terrinha se sente em casa quando é pego de surpresa com coisas do tipo. Eu tive que me lembrar da LininhaMeiasPalavras, quando ela contou sobre a Daniela Mercury no ônibus. Eu fui até ver se meu celular estava ligado. Depois eu me lembrei que nem músicas eu tenho nele e que também teria que estar muito alto para eu ouvir pelo headphone, que também não estava plugado. Mas, é como a Line falou e eu não poderia fala melhor: "depois que a gente sai do Brasil a gente passa a gostar de coisas inimagináveis, e reagir a qualquer estímulo/som/cheiro que nos lembre a terrinha, hehe! "


É a mais pura verdade! Ok, no caso dessa manhã foi um plus por eu gostar do estilo, por eu gostar do pedacinho do samba que eu ouvi... Mas por várias outras vezes já me peguei ouvindo empolgadíssima a músicas brasileiras de que eu não gostava, cantarolando coisas incríveis... "Chorando se Foi", versão Kaoma, é um clássico do verão holandês desde os anos 80! O marido teve até aula de lambada (huahauhauhaua) na escola! E dá um certo "orgulho-com-vergonha-de-assumir-o-orgulho" de ouvir. Tocou tanto no verão passado, com a tal versão remixada que até encheu. Encher por tocar demais não é exclusividade de música brasileira. A melhor época para se ouvir "hits" é no ano seguinte. Sim, e a versão "mais que nada"do Sergio Mendes com Black Eyed Peas...

Fora esses 2 exemplos estourados no mundo, volta e meia toca uma coisa muito nada a ver, como uma versão de "Segura o Tchan" que eu ouvi no meu primeiro carnaval de tamancos. Eu passei mal de rir, sozinha no meio do Pub lotado de holandeses em suas roupas de vacas peludas, palhaço e afins. Pelo menos era um dia em que eu era a mais sóbria do lugar e a mais "normal", porque eu paguei um mico, um gorilão daqueles: comecei a cantar junto e ainda arrisquei a fazer aquela coreografia sensacional (e fui acompanhada por alguns). Gente, não era simplesmente "Segura o Tchan". Era uma versão mais rápida, um remix e o treco era tão estranho, mas tão estranho... Parecia uma japonesa-soprano cantando é o tchan em 78 RPM. Nunca achei a versão...

Mais "rotineira" que o Segura-o-Tchan-em-japones-78RPM, é "Borbujas de Amor" - a versão do Juan Luis Guerra (o link ainda é para um vídeo com cenas da Pequena Sereia) para aquele clássico do Fagner, "Borbulhas de Amor". Essa toca volta e meia e ainda está no TOP 101 da rádio ahahahahah

No carnaval de Brabant é possível ouvir versões das nossas marchinhas que já de tão antigas por aqui as pessoas nem imaginam que sejam brasileiras (Até porque não se parecem com samba, e aqui...). Versão da "banda" de Chico. E, por falar em Chico... Há versões maravilhosas, especialmente em francês, na minha opinião. No site do próprio Chico Buarque tem uma lista com as versões pelo mundo (mas a lista em francês não tem Tu verras - o que sera, e a versão de partido Alto). Eu amo La nuit des masques (A noite dos mascarados). o link é uma versão com Elis Regina e Pierre Barouh, Le Chevalier (João e Maria) que é linda demais, mas não acho para comprar, baixar ou video no you tube. Pelo menos não a versão mais antiga. Tem uma versão com uma brasileira chamada Bïa Krieger que também é maravilhosa: ela canta a original em português e em seguida a em francês. Ela também canta outras versões (noite dos mascarados, rita - Remi...). Essa dá para comprar, baixar o CD por um preço bem razoável, ou só as faixas... E vale a pena!

Le Chevalier ouvi pela primeira vez ainda no Brasil, nas aulas de francês com Monsieur Arnaldô no PROLEM. Aliás, ouvíamos tanto a música quanto estudavamos o livro (com um certo exagero), é o estilo dele e com é bom. Ouvimos algumas outras versões lindas de músicas brasileiras. Uma foi "Fais commme L'Oiseau" (Se você quer rir, abra os olhos e assista ao vídeo! É muito coreografia dos anos 70. Se você gosta da música, feche os olhos :-P), em cima de "Você Abusou".

Para quem gosta, eu achei na wikipedia uma lista de versões francesas para músicas brasileiras.

Gente, olha o post! hahahaha. Para variar. Acordei "Laiá Laiá", e o post terminou mais para "Estava a toa na vida". Passei mesmo para dividir o bom humor com vocês, algumas musiquinhas...

É claro que eu já enviei um e-mail para a skyRadio perguntando o nome da bendita música e, se eles me responderem, corro para editar o post e colocar o nome e quem está por trás do remix!

Beijo!!!

p.s: Esqueci de uma! Cliquem aqui e ouçam. Reconheceram? Pois é! A festa do Rei Negro, do Salgueiro! Essa tocou na rádio outro dia (o refrão, e ainda num Remix) e o E. deu um pulo e começou a rir. Ele adora o sambão original.

8 comments:

Line said...

Tá aí Fefa, ótima ideia! Acordar com música…mas sera que ue ia acordar? Hahaha

"orgulho-com-vergonha-de-assumir-o-orgulho"

Mais pura verdade! Rs


Menina, eu jurava que aquela música “Borbulhas de Amor” NÃO era do Fagner. Você sabe que há muitos anos o Fagner foi acusado de plagiary várias músicas de outros compositors né?! Meu ex namorado detestava o Fagner por isso. isso é que dá namorar gente velha, hahaha!

Quando chegar em casa vou abrir minha cerveja e ouvir as músicas, porque aqui no trabalho é bloqueado. Que absurdo, né?!

Beijos!!!
(te liguei hj, mas não atendeu!)

Line said...

Detesto esse editor do word que fica mudando as letras de lugar quando eu escrevo...tirando os acentos das palavras...!!!

Tatiana said...

Oi Fefa!
Obrigada pela dica do anti-alérgico la no meu post,vou comentar com o meu médico,sim!!
Esse negocio de alergia é uma braba,né? Vou ter que ir a um alergólogo para descobrir o que ocasiona.
Bom...mas falando do teu post...é verdade, quando estamos longe tudo que lembra o Brasil fica mais delicioso...por exemplo eu nao posso deixar de trazer Nha Bentas da Kopenhagen quando vou la, aaaamo de paixão,mas esse amor so começou depois que saí de la....os psicólogos que expliquem.., so gama quando perde...rsrsr
Você é uma graça Fefa, voltarei mais vezes aqui!!
Bjs,
Tati.

Dani dutch said...

OI Fefa, tudo bem?
Falando em músicas de Carnaval, tenho uma amiga que ama carnaval, e ela sempre está de férias nessa epoca pra desfilar, e este ano pedi pra minha mãe trazer um cd de samba enredo de carnaval, mas foi tao dificil de achar, que por fim achei num site na internet.
E falando em Daniela Mercury, eu dançava tanto as musicas dela na escola... kkkk
bjusss

Simone said...

Lembrando daquele Rap das armas, do Tropa de Elite, sucesso em todas as baladinhas da Europa, também ouvi em uma Kermis em Den Haag, forró, mas nao reconheci a música, porque não é lá meu estilo, mas é sempre bom ouvir, mesmo quando agente ouvi o que no nosso país seria um desagrado aos ouvidos ahaha

Na Dinamarca sempre tocava aquela música: Bomba.

Ah na Holanda, ano passado também, tocando uma que dizia: café, futebol, carnaval... (meio sem sentido, palavras soltas).

Beijao :)

Jaboticaba Preta said...

Ola Fefa, vi teu post sobre cardápio brasileiro no blog da Dani Dutch e quase infartei minhas lombriguinhas hehehehehehe me diga, onde você achou batata-palha?

beijocas :D

fefa said...

Maline- Mas é por isso que a música é a parte I do processo :-P Toca primeiro e depois de 15 minutos (programados) vem o piiiiipiiiiii. hahahahahaha Eu passei um bom tempo da minha vida achando que borbulhas era do Wando :-P Serio? Acho q nao sabia. Mas, se nao é dele... hahahahah Bela dupla,nao? Cervejinha e musica brazuquinha. Com as coxinhas da Dani aqui embaixo entao... Hmmmm Eu sou surda e meu celular mora no fundo da bolsa :-P Já troquei o toque algumas vezes, mas nao consigo ouvir. E tb sempre esqueco de tirar da bolsa (surda e esquecida, tá f.). Nem ligo para acentos e errinhos de digitacao, Line, ainda mais depois q comecei a ler alguns posts nas comunidades. hihihi

Jocas!
.................
Oi, Tati
Comente com seu médico sim. É super bom. Alergia é um saco. Eu nasci alergica (poeira, pelo de gato... Cachorro nao, ainda bem hahaha)Mas nao consigo me acostumar. HmmmmNha benta!! Nossa! Aqui tem merengues maravilhosos, mas nao chegam aos pes. Nunca trouxe com medo de derreter na viagem. "so gama quando perde...rsrsr" huahauhauhauahah Verdade!!!!! E isso vale pra qse tudo na vida, nao?1 hahahaha So valoriza qdo ja era ;-) Ah, obrigada!!! Seja bem vinda! Eu tb estarei pelo seu blog que é um barato (meninas, deem uma olhada)
Bj!
..................

Dani, antes de mais nada: Tb sou coxinholatra! Mas isso é papo para o seu blog hahahahaha Eu amo carnaval tb. E aqui em Brabant algumas cidades têm um senhor carnaval! Eu trouxe o do carnaval 2006 mas vou comprar dessa vez o de 2010 que foi maravilhoso como desfile, com bons enredos... Eu sempre volto cheia de Dvds de musica brasileira (e livros). Foi difícil achar? Eu sempre vejo no submarino. Eles entregam rápido e têm bom preço. Daniela na época do canto da cidade era tuuuudddoooo de bom. 1992 hahahah.
Bjsss
..........

Oi,Simone! Sim, esqueci totalmente do Rap das armas! Mas, isso tocou tanto, mas tanto por aqui e antes, há anos atras, tocou tanto no Rio, mas tanto... hahahah overdose! :-P O melhor era ver as meninas holandesas empolgadissimas, com dedinho pra cima, cantando o refrão e vindo me pergntar o que a letra significava :-P Forró parece a música tradicional da Holanda (e Sertanejo aquelas levensliedjes horrendas hahahaha). Verdade, bomba eu já ouvi aqui tb! Em espanhol!

Beijocas
....................

Jaboticaba preta, como vc me lembra a minha infância e também a minha avó que sempre tinha (e tem) um potão de jaboticaba na geladeira hahahahaha Obrigada pela visita. Batata palha é hiper fácil de achar: Eu compro no Jumbo, mas tb já vi no plus. É barata (pago 35 centavos no pacote da Olacy natural) e eu acho melhor que a nossa, é mais "larguinha", mais batata. No jumbo fica junto das "chips", já no final. Tem da croky também.
Bj
............

Tatiana said...

Oi Fefa!
A Nha Benta nao derrete nao,é só trazer na mao...e olha que eu venho pra Cancun...um calor dos infernos!!
Obrigada querida, por me seguir la no blog!
Bjs!!
Tati.