Wednesday, October 27, 2010

Tati, parabéns!!!!!


 Hoje é aniversário da Tati do perguntas em resposta!  Fiquei feliz da vida em participar dessa blogagem coletiva (valeu, She! ) em homenagem a ela, que é um amor de pessoa, que escreve de uma forma que envolve, encanta... A Tati vale a pena ser lida. Eu "conheci" a Tati não faz muito tempo por indicação da Sandra Ronca, quando a Sandra postou a campanha sobre medula, que a Tati também tinha ajudado a divulgar. Que bom! Desde então devorei posts e posts, linhas e linhas... Me emocionei com a Tati, ri, tomei as dores, me identifiquei, torci... 

Gostaria de estar com tempo para visitá-la mais vezes. É um dos blogs que me faz falta ler nessa nova rotina, que me deixa com saudades. 

Quando comemorávamos o aniversário de alguém na minha antiga escola (e que escola!) cantávamos "Feliz Aniversário" de Villa-Lobos e Manuel Bandeira, ao invés do "parabéns a você" tradicional, então, brindando à Tati...

Saudamos o grande dia
que tu hoje comemoras
Seja a casa onde moras
a morada da alegria
o refúgio da ventura.
Feliz aniversário!


E uma das animações de aniversário mais lindas que já recebi:



Tati, parabéns!!! Tudo de melhor nesse mundo! Que seu dia seja incrível! Que você continue essa pessoa tão você.

Beijocas

p.s: A idéia dessa blogagem coletiva partiu da She do cantinho da She, que eu conheci através do blog da Tati e que também vale ser lida e relida!

p.s2: E eu quase estrago a surpresa :-( Espero de coracao que a tati nao tenha bisbilhotado antes da hora. Programei o post ha dias atras e ele entrou meia noite daqui (20h do brasil) :-( Se nao fosse um email da She meia noite do Brasil (4h aqui...). Estou aqui do cel, correndo para editar isso. Beijocasssssss

Sunday, October 24, 2010

Tudo mudou na 2a passada - 1a semana

Primeira semana desde que tudo mudou na 2a passada...


... E eu comecei a trabalhar no novo projeto. Os primeiros dois dias foram tensos: conhecer a empresa, os colegas, me familiarizar com o sistema, vocabulário, tentar soltar a língua, descobrir que meu holandês não é mais o que era depois de um tempo sem praticar diariamente na intensidade necessária, me descabelar, me acalmar, me desconectar da empresa anterior e encarar essa como essa. Esquecer do que já foi... 

O projeto conta desde o início de outubro com quase 30 funcionários da agência que eu trabalho, na segunda  começaram mais 6 (eu no meio) na próxima mais 11... E até o fim do mês seremos uns 60. Até o meio de janeiro. Infelizmente não há mais chance de efetivação e no meu departamento, 2 já trabalham alocados lá há 3 anos (entre indas e vindas: a empresa chama quando há necessidade). Isso é cada vez mais comum por aqui e tem muitas disvantagens, mas também tem lá suas vantagens. A empresa também terceirizou uma outra para fazer a logística da coisa e gerenciar as equipes seguindo a política interna (maravilhosa) deles. Ou seja, no meu departamento, só os 2 instrutores são funcionários da "casa". Meu chefe não entende patavinas do sistema, mas entende tudo sobre gerenciar pessoas. E é ótimo. 

O "chefe" é tranqüilo, casado com uma estrangeira que está aqui na Tamancolândia o mesmo tempo que eu, mas fala um holandes melhor que o meu porque eles conseguiram fugir do ingles confortavel em casa. Isso não é fácil. O bom é que ele me deixou segura por eu saber que ele entende os "perrengues". Há uma preocupação maior com a qualidade do que com a quantidade. Mas é claro que a produção tem que ser boa para dar conta dos picos que vêm pela frente. Há uma preocupação com o funcionário: se fizemos as pausas, se almoçamos, se estamos bem, confortáveis, se bebemos água, se estamos interagindo... Eu recebi uma lista de excel com quase 2 centenas de linhas (e muitas colunas) em corpo 7 ou 8 (isso mesmo, fonte 7 ou 8) e o chefe se indignou porque não era "ergonômica". Pegou, aumentou, reclamou de quem enviou... Isso é sempre um bom sinal. Temos total acesso a ele, temos uma avaliação semanal quando os erros que tivemos são apresentados (tipo e quantidade), e o porquê dos erros são conversados... E também sobre o ambiente, o departamento... O chefe do chefe (também da tal empresa terceirizada) é um amor! Todo mundo concordou que ele parece um urão e todo mundo quer trabalhar com ele. Não porque ele é o chefe, mas porque é extremamente "abraçável", se isso fosse permitido nas empresas haahahahah

A estrutura é gigantesca. São 3 prédios enormes conectados e eu levo uns 5 minutos andando da entrada de funcionários até a minha mesa. No caminho muitas fotos, pinturas... Uma série linda de atletas paraolímipicos (1 foto é uma nadadora cega com seu cão guia nadando juntos e os dois de óculos...)... impressões enormes cobrindo as paredes. O restaurante com um pé direito altíssimo, todo colorido, com cadeirinhas de várias cores, cadeira imitando cinema, cadeirinhas e mesas no estilo trem com direito a bagageiro, restaurante subsidiado com comida fresca excelente e saudável (raro por aqui onde as cantinas geralmente tem frituras). Sopinhas entre 35 e 50 centavos, saladas, sanduiches ótimos... Maquininha do lado da porta de entrada com sandubas naturais, iogurte, cereal... Mas claro, refris e chocolates porque nem todo mundo é de ferro. Perdi 800 gramas na 1a semana! Oba! Em cada andar há uma área de descanso para as pausas, com aquelas máquinas ótimas de café-chocolate-chá-água-sopa grátis. Crachás abre-portas como uma estrutura dessas pede... 

"Nossa! Também quero! Que sonho! Perfeito!" Não, não é. Mas é bem legal. É um senhor esforço pensar, falar, escrever nesse código secreto que é o holandês. Como toda empresa tem funcionários cricris, mau-humorados, fedorentos, grossos, invejosos, antissocias... Talvez algum colega tenha um blog e tenha escrito um post sobre o trabalho e esse post seja bem negativo, com foco nos problemas... Na falta de estabilidade, no esquema relógio, em ter que tentar não ter erros, no horário, nos elevadores cheios, no não poder ficar "bundeando" pela internet, em não ter como tirar dia de folga até o fim do projeto... Mas, eu decidi focar na parte boa e tirar o melhor desses poucos meses por lá. 

Eu posso começar a trabalhar entre 7h e 9h e posso, então, sair entre 15h30 e 17h30. Horas extras acontecerão, sem drama, mas virão. E as tempestades de neve também. Eu já estou saindo de casa no escuro, mas ainda volto com dia claro e isso faz toda a diferença. Já bebemos uma garrafa de guaraná antarctica juntos, já fofocamos sobre o Brasil, já respondi a muitas perguntas, curiosidades... 2 colegas já viajaram pelo país e foi bem legal ouvir sobre as experiências. Descobriram como falar meu sobrenome (um deles) porque "é um time de futebol em Portugal". Já marcamos um happy hour para a próxima semana porque 1 deles vai sair do projeto (arranjou um emprego sem agência) e fui eu quem dei a idéia. Já tentaram falr em inglês comigo e adoraram quando eu pedi para ficarmos no holandês porque eu tenho que recuperar o que eu perdi e melhorar muito. Já falamos espanhol, francês... 

Vi os comentários todos pelo meu "santandróide" e foi muito bom ler vocês. Pode ser que quando a nova rotina virar rotina ou rotina velha eu apareça mais. Vou dar um jeito também de ler os blogs amigos, prometo!  E assim vamos indo! A semana voou, eu cheguei um caco em casa todo dia, mas um caco com disposição. Curti mais a filhtoa, brincamos mais no parque. Curti mais a casa. Só não estou curtindo abrir o laptop quando eu chego em casa. Por isso, gente, os posts vão ficar mais para o FDS ocioso como esse. Nada pessoal, não é descaso, mas é um momento perfeito para se curtir "lá fora", não só o ar livre (que por aqui já está molhado e congelado), mas o ar real mesmo ;-) 

Mais uma vez, obrigada pelos comentários com desejos de boa sorte, cheio de incentivos, e boas energias. Valeu!  

Beijocas

Friday, October 15, 2010

Tudo mudando na 2a que vem

Ilustração: "The itch to create" 1"craft blog by an indian girl who's mad about creating"

Boa noite! Postão!


Vocês se lembram o que eu escrevi no post  - "12 de outubro" -  de terça-feira passada?

Talvez a partir da semana que vem minha vida vire de cabeça para baixo nos próximos três meses e aí vou ter que ver como vou fazer para vê-los com mais freqüência, mas isso é papo para amanhã. E amanhã à tarde."

Amanhã à tarde foi quarta-feira passada às14h e... Aconteceu. Segunda-feira eu volto a trabalhar fulltime , a príncipio é um contrato temporário, é um projeto temporário, mas nunca se sabe. A empresa é bem legal, tem uma política bacana para os funcionários... E fora as vantagens óbvias de um emprego, eu ainda vou poder voltar a praticar meu holandês que só fez piorar desde que eu saí da outra empresa. 

Dessa vez eu me prometi que eu vou pegar leve, ficar mais tranqüila, mais na minha e com certeza pensar e avaliar bem antes de aceitar desafios que a primeira vista pareçam sensacionais, mas que depois possam se tornar grandes dores de cabeça. E foi o que aconteceu na outra empresa quando eu topei virar "groepshoofd" (cabeça de grupo, supervisora... sei lá como traduzir isso) de uma penca de holandeses mal tendo saído do curso de holandês. Pontos positivos? Muitos! Fora que eu fiquei toda boba por ter alcançado isso depois de 1 semana e meia trabalhando na empresa, sendo a única gringa e falando um holandês meia-bomba, ainda mais que era uma empresa pública holandesa. 

Mas, o nível de estresse causado pela gerência era acima do máximo aceitável (nunca vi um estilo mais incompetente e ridículo de gerenciamento e que não é o padrão da empresa, mas era do tal projeto). A tensão entre os funcionários era gigantesca- todos terceirizados através de agências (um tipo de serviço que não há no Brasil e como eu por enquanto trabalho na Holanda). A falta de confiança era geral. Meu estresse era tanto que eu pifei! Claro, estresse combinado com as dificuldades normais de uma imigrante "recém-chegada", ainda em fase de adaptação, a saudade que já nos deixa à flor-da-pele pifa qualquer um. Decidi parar, me cuidar, me reequilibrar e depois voltar. Voltei! Cheia de gás! 

Minha agente entrou em contato comigo com essa proposta justamente porque a empresa é a empresa que é e isso me tranquilizou. Eu sei, conhecendo como eu me conheço, que eu não consigo não falar com todo mundo e acabar me metendo em tudo e mais um pouco. Não por ser metida, mas por ser... Sei lá: Geminiana, atrapalhada, extrovertida... E com síndrome de camelo crônica. Isso eu aprendi: como carregar menos gente nas costas. Mas ainda carrego. 

Então, a partir de segunda volto a trabalhar 8h por dia 5 vezes na semana, de vez em quando umas horas extras, numa empresa bacana, falando holandês,... Tudibão! Sendo assim, começamos (eu e o E.) a nos "paparicar" desde já. Na volta da reunião na agência, quando assinei o contrato, já corri para uma loja aqui em frente para comprar... Panelas! hahahahaha Ah, gente, as minhas eram horrendas! Da fase solteira do E., que não tem seu forte na cozinha. Desde que começaram a ser usadas de verdade (ou, desde que passamos a morar juntos) elas começaram a demonstrar que eram panelas-quebra-galhos, panelas-baratinhas-pra-solteiro-que-não-cozinha. Então, me dei 4 panelinhas lindas de presente! Estavam na promoção é claro. hahahah 

Aí, ontem foi o dia de me paparicar de verdade! As lojas fecham cedo na Holanda - 17h, 18h - só uma vez por semana acontece a "noite de compras", onde vão até às 21h. Aproveitando que em Tilburg é quinta, lá fui eu pro centro. Foi tão legal... O E. me encontrou por lá e fomos para uma loja atrás de roupitchas mais sociais que caibam na minha atual silhueta balônica(ficar em casa sem poder malhar, tendo que relaxar, tendo chocolates maravilhosos à mão só podem resultar numa coisa, não?! 20 quilitos a mais desde que vim morar na Holanda) e na Holanda é relativamente fácil achar roupas plus-size e com bons cortes e modelos, coisa que no Brasil se você veste acima de 44 não encontra (aliás, se você veste 44 já está difícil). A LineAma foi nos assessorar, nos encontrou quando eu estava dentro do provador, o "P.daline" também chegou (carregando 4kg de picanha numa sacola!) para a festa na loja, porque a essa altura Line já tinha tomado o provador ao lado de assalto e acabou levando roupitchas pra casa também. 

Gente, gente, gente, gente... Ai, ai. Eu não sou roupeira. Não gosto de bater perna, entrar e sair de loja, experimentar e não levar... Sério! Nisso eu não sou nada menininha. Gosto de ir em lojas que eu sei que eu gosto, que eu vou achar coisas legais e quando eu preciso ou quero alguma coisa específica. Ainda assim... Ai, saí carregada! Sabe quando todas as calças são "as calças mais confortáveis que eu já tive"? Pois é. Por uns minutos eu curti o caos. Claro que não me convide para liquidações de Zara e coisas do tipo que eu NÃO VOU. Aqui é uma guerra. Zara é considerada uma loja de marca que é "barata" e de qualidade, então, quando entra liqüidação parece que abrem a porteira. É uma confusão de gente, roupas pelo chão, mafuá... Não dá. Mas, ontem fiquei feliz com minhas roupitchas, com o fim de tarde com a coisaline

Terminamos a noite num restaurante grego pequenininho sensacional!!!! Comemoramos meu emprego novo, o sucesso da Amaline na auditoria (pode contar, Line?!)... Tomamos ouzo... Comida boa com tempero, deliciosa, com gosto de casa, tranqüilo, com a filha servindo, a mãe nos bastidores... Típico restaurante familiar grego. A senhora veio até a nossa mesa, adorou saber que a gente era brasileira (BRASILIANA! Em alto e bom som e gesto. Ok brasileira em grego segundo o google translator é vraziliániki̱), fez piadinha sobre a mulher holandesa com o cuidado da mesa com holandeses não ouvir hahahaha Uma boa forma de comemorar e ver que o dia pode durar boas horas pós-trabalho se assim quisermos e de uma maneira agradável!

Agora é terminar de ajeitar as coisas e me preparar para voltar a uma rotina totalmente diferente! Vou dar um jeito de continuar por aqui!

Beijocas

Tuesday, October 12, 2010

12 de outubro!

Jip en Janneke. Annie M.G Schmidt (Sylvia Orthoff holandesa)e Fiep Westendorp

Bom dia, criançadinha! Parabéns!

Dia das crianças para mim é dia dos filhos. Desde pequena pensava: "Pô, mãe tem dia, pai tem dia, professor tem dia,... E filho?" Depois ainda descobri que avós têm dia também! E o dia dos pais aqui na Holanda é sempre em julho (ou será junho?). Ou seja, 2 dia dos pais. Então, 12 de outubro - com a licença de Nossa Senhora Aparecida - é dia dos filhos e filhotes.

Eu já apertei e amassei minha 4 patas e ela ainda ganhou uma galinha nova! Uma versão "Heinz-Fritz" do Elvis KIPresley. Hein?! Do que eu estou falando? Do Elvis da Kira. Ele até durou muito! E o coitado cantou tanto que no fim já estava mudo - cá entre nós, ainda bem! Mas, a galinha nova canta que é uma beleza. Fico devendo a foto, mas é exatamente o Elvis vestido para a oktoberfest hahaha Claro que ela teve que dormir com o amigo novo, claro que ela rolou por cima de novo e claro que a gente pulou no meio da madrugada, ela ganhou ontem a noite, com um cacarejar nas alturas. Faz parte.

Essas datas fazem a saudade do colo de "pai-mãe-irmã-avó-cachorro-jabuti-niterói" aumentar. Sempre. Aqui é só mais um dia comum. Uma terça-feira friorenta com cara de dia frio de outono.

Mas, gente, eu sumi! Eu sei! De novo! Para postar post por postar, meia-bomba, prefiro não postar nada. E também, desde que descobri que a blogsfera tem muito mais de rede social do que eu imaginava (com ônus e bônus), não queria correr aqui para postar e ler na pressa os blogs amigos, não deixar comentários ou não ler. A verdade é que descobri que manter um blog ativo requer muito mais do que eu imaginava antes. Não só tempo para postar, alguma coisa sobre a qual escrever, mas também requer que o blogueiro seja um senhor político! Não, não estou criticando ou reclamando hahaha, mas me surpreendi! E assim, tempo que eu pensei que fosse suficiente para cuidar do meu bloguinho como eu quero se mostrou muito, mas muito pouco. Por isso, por exigências da vida real, sumi.

O que aconteceu nesse mês? Vamos ver: andei pegando uns freelas que são sempre bem vindos, mas que me tiraram o couro. Deixei de fazer qualquer outra coisa que não fosse enfiar a cara na "suite adobe". Acordar photoshop e dormir illustrator. Mas, foi bom para me desenferrujar. Tivemos as eleições. Votaram direitinho? Conscientes? Que bom! NÃO, não quero saber em quem vocês votaram, nem preciso saber o que vocês acham de um ou de outro. Sério. Estou cansada de ler e-mails absurdos de um lado e do outro. De ouvir blablabla de um lado e do outro sobre como o eleitor de um ou de outro é bitolado e não vê o "óbvio", óbvio que muda de figura de acordo com o lado. Óbvio. Não votei nem nele, nem nela e talvez não tenha nem votado na outra. Vocês vão ficar na curiosidade. Voto é secreto! O seu também.

Eu transferi meu título esse ano para cá e isso significa que só preciso votar para presidente e nada além de presidente e isso já é uma responsabilidade daquelas. Não preciso mais correr para o TRE para justificar quando chegar ao Brasil. Fui voluntária nas eleições! É, eu sei! Mas eu fui voluntária. Nunca tinha sido mesária. Fui primeira secretária. Adorei a maratona em Roterdã, onde fica a única zona eleitoral dos Países Baixos, no prédio do consulado geral. A estrutura foi incrível. Dos 10 mil e tantos legais por aqui, temos 2003 eleitores inscritos. Desses, poucos menos de 1100 votaram,.o que é uma ótima média. Foram 5 seções, a minha foi maravilhosa! Chegamos às 7h da manhã de domingo, saímos às 18h. O primeiro trem só chegava às 9h... Confusão, correria para arranjar solução. Como chegar no prédio do consulado cedinho? Deu certo!

Depois corremos para comer uma comidinha caseira deliciosa no Tia Piri Piri, um restaurantezinho caboverdiano com toques luso-brasileiros e com direito a feijoada e roda de chorinho no dia. Recomendadíssimo! Bem bonitinho, bem arrumadinho, comida de primeira, a dona é um doce e tem vários planos para o lugar... Enfim, tudo para dar certo! Eu já tinha gostado do lugar só pelo site. Coisa de "dizainêr" que soy. Ah, Piri-Piri é pimenta malagueta, não tem nada a ver com "Piriri". O que seria péssimo para um restaurante, não?! O frango com molho piri-piri é divino! Bom, mas dia 31 tem mais! Tem mais eleição, tem mais maratona, tem mais chorinho e frango com feijoada. E, apesar de ter ficado um caco no dia seguinte, não vejo a hora de estar com todo mundo de novo.

Ontem fui comprar o rolo de plástico bolha para protejer minhas pimentas e meu maracujá do invernão que está chegando com vontade. Já anunciaram que terá 50% a mais de neve que o anterior, apesar das temperaturas não serem tão baixas como foi ano passado. Então, só posso torcer que as minhas plantas tropicais sobrevivam e gostem da cobertura de bolhas. E que neve muito e a neve fique. Para as plantas é melhor. A neve cria uma camada isolante que mantém a temperatura do solo. Há! Vivendo e aprendendo.

Que mais? No fim de semana fiz minha primeira carne assada de panela (aquela com batatas, molho grossinho... hmmmm) e deu certo! Não, não tem mistério. Mas também não tem lagarto ou um corte para carne assada como temos no Brasil por aqui. Usei, seguindo conselhos, um senhor pedaço de rosbife e deu certo! Fim de semana com comidinha que me levou de volta para a cozinha lááá de itaipu nos fins-de-semana. Arroz, feijão, carne assada, farofinha... Os cheiros enchendo a casa! Total "comfort food". Apesar de não ser purê com carne moída ou bife hahahahaha

 Talvez a partir da semana que vem minha vida vire de cabeça para baixo nos próximos três meses e aí vou ter que ver como vou fazer para vê-los com mais freqüência, mas isso é papo para amanhã. E amanhã à tarde.

E vocês? O que andaram fazendo de bom nessas semanas?

Beijocas e curtam muito o nosso dia e também da "cria", para quem tem filhos ou filhotes!

Saturday, September 18, 2010

Teste

Bom dia! Post rapidinho.

Algumas pessoas (Tati há séculos atrás, Line e Roberto, por exemplo) me deram um toque sobre as últimas postagens do meu blog não estarem aparecendo, meu blog não estar atualizando nas listas dos blogs deles. E que o último post, no caso da Line e do Roberto, era o "Um Dia em Tilburgo". Depois desse já postei:

"Turminha em Inglês e Espanhol"- Sobre a Turma da Mônica ter agora edições nessas duas línguas (no Brasil) e sobre nós, que estamos longe, podermos fazer assinatura internacional de todas, inclusive destas.

"Outono no Verão" - Sobre as estações por aqui e sobre o Outono ter chegado com quase um mês de antecedência por aqui.

"Ter que relaxar" - Sobre o porquê de eu ter dado uma sumida e umas dicas com coisas que eu usei para relaxar e melhorar a contratura que eu tive.

"Ladies Night: Comer Rezar Amar" - O título já diz tudo. Como foi minha 1a ladies night no cinema por aqui, com a Line e a K. e a estréia de Comer Rezar Amar.

Fui fuçar na internet e descobri que provavelmente é um bug com o Feed. A Única resposta que eu encontrei foi para ir em "settings - Site feed" e limpar o campo "Post Feed Redirect URL". Pode ser, porque eu tinha um link para o FeedBurner ali (alvo do maior número de reclamações). Então, esse postinho é, como o título já diz, um teste para ver se funcionou ;-) Me avisem, por favor.

Beijos

Thursday, September 16, 2010

Ladies Night: Comer Rezar Amar


Bom dia! Ontem fui à "Ladies Night" da premiere do "Comer Rezar Amar" aqui em Tilburg. 

Foi minha primeira vez nesse tipo de evento e foi... Ok. Talvez por eu ter criado uma expectativa enorme sobre o evento (Tá, não é um evento para se esperar muito. Eu seiiiii! Mas, eu esperava uma coisa mais "empolgante"), sobre o filme (já li o livro há muito tempo e isso geralmente não funciona: ler o livro e depois ver o filme. O contrário sim) e sobre... A sacola de brinde! hahaha Já tinha lido, ouvido falar sobre outras Ladies Nights e estava me coçando de curiosidade sobre o que viria na "sacola recheada". Hmmmmm... A parte mais legal da noite foi colocar o papo em dia com a Line e a K., que não se conheciam ainda, mas eu tinha certeza de que se dariam bem. Boas gargalhadas e papo sério de comadre e em português! Tudibão. 
"Nóis" com o "sacolão de brinde"
Mas, que diabos é uma "ladies night"? Soa tão clube das mulheres, não?! É um dia durante a semana que o cinema "fecha" para a mulherada, com um filme "mulherzinha"(no bom sentido!), e umas coisinhas extras. Ontem o foyer abriu às 19h, quando fomos recebidas com chá, café e vinho branco (claro que fomos no vinho!) e com uns aperitivos, canapés de um buffet de "tapas". O Foyer estava cheio de stands de produtos para a mulherada e vários discontinhos. Mas, a gente acabou só ouvindo a mocinha do Spa Urbano novo da cidade, que estava no alto da escada, pronta para nos dar o bote abordar e, claaarrrooo, a Body Shop. O bote do spa foi até curioso porque, além do cartão de 25% de desconto, ganhamos um causo "de grátis": Uma menina que vinha atrás da gente recusou o desconto (isso na Holanda é sério! Muito sério!) e quando a mocinha perguntou o porquê - "Eu já ouvi que é puteiro". É o que???? hahahahahhahahahaha E aí a mocinha explicou que realmente era. hahahahahaahahahahah Mas que foi comprado, reformado e agora era realmente um spa urbano e que poderíamos inclusive escolher ficar de roupa ou peladonas (hein?! Ô, pessoas... A sauna e os spas urbanos daqui constumam ser mistos e nús. Sim, mesmo os decentes! Não, não consigo ainda hahahah morro de rir). A Line tem um bom post de 2009 sobre isso: "Pelados" . Bom, depois dela muito se esforçar e explicar, convenceu todo mundo de que é um lugar legal, bacaninha, ajeitado... Ou seja, Anas de Amsterdã só nas horas de folga, como clientes e não com clientes. A body shop estava vendendo a linha da nova campanha "sustentável-responsável-social" e quem endorsava a causa ganhava um folderzinho com um mini shampoo que, segundo a K., não lava nem metade do cabelo dela a sobrancelha dela (Line me corrigiu!). 

As outras atrações eram: uma academia com demonstração de body balance, umas lojinhas de roupas, cosméticos, uma marca de "brinquedos levados para meninas" (essa era a descrição), massagem, terapias corporais... Essas coisas. Me senti andando por uma seção de "achados" de revista feminina, com uma atmosfera de "salão de beleza". Mas o papo não era de manicure, não entre nós 3. Ok, um ou outro momento manicure. Mas, também proveitoso! Segundo a K. o creme anticelulite da Body Shop (azul com uma "areiazinha") é uma ótima máscara facial! Mulherada, confie! Ela tem uma pele de fazer inveja. Essas 2 horas até o filme começar foram ótimas para desabafos, toques, trocas de experiência, causos da comunidade BnH (em geral, não do orkut, viu?!)... Pipoca, M&M, Maltesers e... Coca cola zero, claro! Line não, mas Line pode (aliás, K. tb! ) Porque nós, mulheradinhas incompreensíveis, podemos fazer esse tipo de coisa e não achar nada estranho: ir à uma churrascaria e pedir guaraná diet, comer pizza com ice tea light... 

Quando as salas abriram, descobrimos que éramos 800 mulheres naquela noite. É o quêêê?!?!?!?! Oitocentas! Oito zero zero. Homens passando bem longe do lugar hahahah Ainda mais com um filme de mulher que largou tudo para correr atrás do trem da vida. Descobrimos também a nossa sacolona de brinde vermelha na poltrona. Sacolona chique, da Esprit (oba!). Mas, de Esprit mesmo só a sacola hahahahahahahaha A Line ficou meio injuriada com o conteúdo... Caixa para fazer Frango Tandori da Knorr (Já vem com molho, marinada e arroz, só falta o frango! Prático para a "mulher moderna"), e umas comidinhas (2 mini-chocolates, miiinnniiii, a la "surflair", Kroepoek - que é um tipo de salgadinho-isopor-de-camarão indonésio-tailandês que eles amam por aqui, snack a jacks - que eu amo e um miniiiii red bull - que eu detesto), mas nada de belezuras e coisinhas para embelezar. Veio uma revista para a "mulher zen" (Happinez) e eu como futura-quase-mulher-zen adoro (yeah!). E tinha uns "cupons". Ai, como holandês adora cupons, vales! De desconto, claro. 

Antes do filme começar, eles fizeram um discurso chatérrimo e o mestre de cerimônias começou a ler a sinopse de um filme (!!!! WTF???!?!?!), sim, mas ele percebeu e encurtou dizendo que veríamos o trailler (Ah, bom!). Em seguida um sorteio de coisinhas das lojas patrocinadoras: entre vestidinho (sim! não um vale vestido. Se você veste 32 ou 50, era aquele vestido), vales isso, vales aquilo. Um treco rosa que parecia uma necessaire gigante meio peluda que a ganhadora colocou na cabeça e brinquedinhos para meninas safadas (melhor que o "levadas" no cartaz da marca), que causou alvoroço (meio envergonhante, cá entre nós) e quem levou foi uma senhorinha hahahahahah Muito bom!


Aí... O filme começou. Vocês já leram o livro? Se não leram, vejam o filme antes e depois leiam. Vou falar do filme: Assim, não é uma comédia romântica, não é um drama, não é um romance... É meio envergonhante ouvir o Javier Bardem (que está ótimo) falando um português arrastado "Já Tênhu Saudad", assim como a Armênia (outra brasileira do filme), mas passa. Faltam personagens na itália (por isso, leiam depois de assistir). É ok. É legalzinho e acho que o que me atrapalhou foi ter lido antes. Eu achei um pouco arrastado por eles tentarem ser fiéis ao livro, mas ao mesmo tempo eu achei que não foi fiel ao livro. Julia Roberts me convenceu como Elizabeth Gilbert. A fotografia é bem legal e traduz o clima dos 3 países. O ritmo também. Isso eu gostei. Como as 3 partes do livro fazem, ritmos diferentes, sensações diferentes, o filme também faz. Os atores italianos, indianos e indonésios estão ótimos. O Ketut para mim era o Ketut de verdade. Não, não é. Mas, a banguelice e o sorriso do ator me contagiaram e me trouxeram a imagem do Ketut do Livro. Aliás, ele é o responsável pelos momentos mais risonhos do filme. 

Vale a pena ver? Ah, vale. Especialmente se você quer um filme para relaxar, não pensar demais, sorrir (não gargalhar!)... Mas, não leia o livro antes! Se já leu, vá e tente ver como uma coisa a parte. Não compare demais, como eu acabei fazendo

Beijocas!!!


Thursday, September 9, 2010

Ter que relaxar...


Boa tarde! Ô tempinho "maomenos"! As chuvas chegaram com tudo! Nossa! Mas, depois de um verão seco como foi, não posso reclamar. Vamos ao post:






Foto (perfeita, não?): dreamstime.com 

Sumi por uns dias e vou continuar "sumida", ou "menos freqüente" (já falei que comigo o trema ainda não caiu!) por aqui. Minhas ziqueziras corriqueiras estão quietinhas, nada demais. Mas, arranjei uma contratura muscular ali pelo trapézio e num "óide" da vida que me tirou do sério, do PC (só passava para ler vocês por aqui e nos blogs e noticias), das caminhadas, de... Ah, de quase tudo. Total frankenstein. Toda dura. O E. foi tentar soltar os nós e disse que estava igual a concreto. Isso para quem tem fibromialgia (e um dos tender points é justamente ali) não é nada legal! Mas super normal quando se é tensa e ansiosa de nascença - o que leva ao estresse que leva a tensão que leva ao estresse que leva ao transtorno de ansiedade que leva à compulsão que leva ao estresse que leva à tensão que leva à fibromialgia que... AAAAAHHHH! Caiu nessa rede, nesse ciclo para sair é complicado. 

Tive que repensar as prioridades, dividir o tempo, achar jeito de relaxar, voltar a meditar, me alongar, praticar meu silêncio... Aí o bloguinho ficou quietinho também. Eu tenho que fazer yoga e voltar a nadar (o verbo é TER mesmo. Exigência da fisioterapeuta). Eu já estou para começar ("estar para começar" é uma merda) faz tempo, mas uma coisa enrola a outra... Aí a Line (sim, dona Meias-palavras é minha amiguim real, de carne e osso e telefone e mora apertinho) estava na mesma, tinha que fazer yoga aí a gente pensou em fazer juntas, aí a gente se enrolou, aí eu continuei enrolada e aí... Aí ELA começou e amou! hahaha E eu estou feliz da vida por ela! Apesar de quase vizinhas, ela tem uma perto da casa dela e eu tenho uma em frente a mim, ou seja, não vamos fazer no mesmo espaço mas dividiremos logo logo a yoga como parte de um estilo de vida mais bacana. 

Mas, a contratura?! Ai, como dói a contratura! E relaxar um músculo tensionado dói ainda mais... E eu não consigo. Seções de tortura massagem do E., daquelas que a pessoa pega o ponto, o nó e esfrega, aperta para tentar soltar e deixar o sangue correr melhor no musculo, com direito a cotovelo e joelho quando o dedo e os nós da mão não deram vazão ("procêis"verem); compressa morna com saco de sementes de cereja (próprio pra isso! Não vão comprar um monte de cereja no mercado, chupar e esquentar o caroço, né?!); banhos e mais banhos de banheira (recomendo!!!!) com sabonete líquido e óleo para banheira de zimbro ("tiger balsam"/juniper - EN, genevrier - FR, jenever - NL), e lavanda para relaxar; alongamento; muito jacobson de manhã cedo... 

E aí, na quarta noite sem achar posição e só dar umas cochiladas rápidas me rendi! Saí correndo para a drogaria e comprei um analgésico para dores musculares, reumáticas e lombalgias. Perfeito! Ah, gente! Eu tentei de tudo. Não deu. Só que, antes de tomar, fui obrigada a tentar uma seção a mais da tortura massagem e, sem exagero,  foi o que realmente aliviou. No primeiros dias eu chorava de dor e pedia clemência, aos poucos foi aumentando a duração e a pressão e aí no sábado eu tive que segurar o tranco e valeu a 1 hora de ais e uis. Finalmente conseguia levantar sozinha, abaixar (ok, cheia de dor e dura, mas conseguia). O analgésico foi mesmo para "garantir", aliviar o que faltava. 

É isso! Já estou 95% livre do treco, mas ainda tenho que pegar leve e, mesmo depois que ficar 100%, vou continuar tomando cuidado. Deixo vocês com as dicas das coisinhas que eu usei nesse intensivão contra contratura:

Saco de sementes de cereja para compressa quente
O meu é o Oma's Kersenpitzak ("Saco de semente de cereja da vovó" em tradução literal hahaha) e tem em formato de "U", coração e retangular. Comprei na "DA". Eu adoro! Antes de usar só tem que umedecer um pouco e colocar no microondas por 2 minutos. 
Saco de sementes de cereja para compressa. Essa é a marca que eu uso

Tem uns super bonitinhos em formato de bichinhos (tem bolsa de água quente com capa de bichinho de pelucia também! Lindas! Eu tenho um leão, mas uso mais no inverno para esquentar os pes debaixo do edredon. Ainda por cima tenho "pé frio". Pécolé, segundo a minha mãe"). 
Saco de sementes de cereja para compressa em formato de cachorro
Sabonete líquido e óleo para banheira de Zimbro
Sabe aquele cheiro de gel para lesão? Meio cânforado? É Zimbro. Eu nunca tinha visto em sabonetes até o natal passado quando o E. ganhou um da Kneipp (adoro! ótimos produtos. alemã ). Depois eu descobri que, além do sabonete líquido, há sais de banho e óleo de banheira da mesma linha "Soepele Spieren" ("músculos suaves"ou coisa do tipo. Não vivo sem. Qualquer perfumaria e dorgaria por aqui tem. O site holandês da Kneipp é muito melhor que o internacional: http://www.kneipp.nl . A lavanda eu usei do quintal mesmo! Mas a Kneipp também tem uma linha de lavanda.
Sabonete Líquido
Óleo para banheira
Sais de banho
Jacobson - Técnicas de Relaxamento Muscular Progressivo. 
Eu conheci os exercícios/a técnica de relaxamento do Dr.Jacobson durante a terapia. Ganhei um CD com os exercícios guiados (Se alguém quiser, eu posso até copiar, mas está em holandês) da minha terapeuta. É maravilhoso. São exercícios de contração muscular seguidos de relaxamento. Para quem vive com os músculos tensionados como eu, é ótimo. Não tem mau humor que resista. Na internet existem exemplos, listas de exercícios... Ganhei uma lista também na fisioterapia, mas ainda prefiro o CD guiado. 
'
Vou ficando por aqui! E ter que relaxar, ser obrigado a isso geralmente não é fruto de boa coisa (seria se fosse de espontânea vontade), maaaassss... O resultado é positivo e é uma forma de você se tocar de que está abusando, ou fazendo coisa "errada". E é uma forma de começar um estilo de vida mais saudável! Relaxe!

Beijocas!!!

P.s:Eu não vou colocar imagem, nem destinar um tópico para o analgésico porque não acho legal. O nome é Aleve Intense, aqui passa direto na televisão, do tipo de remédio (dos poucos) que vende em drogaria (sem receita então). Mas tem várias restições. Portanto, recomendo a procurar orientação médica ao invés de se medicar de cara (sem blablabla para ficar bonito no blog). 

Wednesday, September 1, 2010

Outono no verão...


Início do outono passado aqui no parque

Uma das coisas que eu mais curto por aqui é viver as quatro estações. Ter as quatro estações bem marcadas, ver a transição no clima, na paisagem, nos animais, nas pessoas... Adoro. Mesmo o inverno - sempre fui muito friorenta - me encanta! Aprendi a apreciar e admirar. As paisagens são lindas! Quando a neve cai, cada cantinho é um cartão postal. Um sonho! Ir aos bosques no inverno é entrar num mundo paralelo. Um frio do cacete, verdade! Ainda mais aqui que, além de sapolândia e tamancolândia, é chamado de ventolândia. Tem um tal de vento siberiano (já imaginam pelo nome como seja, né?!) que quando entra no inverno corta a pele e quase nenhum casaco segura. Mas, mesmo assim, é gostoso. Além do mais, com a estrutura que há, é mais fácil um frio negativo por aqui do que um invernão no Rio. Fotos: O Parque no inverno:


Enquanto em Niterói, quando o inverno queria ser inverno, eu dormia com pijamões, meias e mais meias, 2 edredons,..., por aqui eu durmo com meu edredon, ligo o aquecedor para entrar no quarto e "degelar" o colchão - depois desligo- e no meio da noite estou tirando meia, calça de moleton, durmo com um pijama normal. Aquecimento nas casas, nos carros, ônibus e trens, nos bares (em alguns "clubs" dá para ficar com uma blusinha de alcinha tamanho o calor pelo amontoado de gente) e lojas, casacões abençoados, segunda pele, ceroulas (huahauhauhauhauahua) e, claro, os hábitos daqui (entrar a cada meia hora - exagero - em um cafe, bar ao andar na rua para tomar uma bebida quente, por exemplo) deixam tudo mais fácil. O que realmente incomoda é o "escuro". Dias curtos demais. Quem trabalha não vê o sol. No auge do inverno, luz só depois das 9 e até as 15h30, 16h é normal. Isso deprime. Peraí? Cadê o lado bom? Só a paisagem? Não! Fotos: O Parque no inverno:


Quando a neve cai, os lagos congelam, o povo deixa a hibernação de lado e vai para a rua. Cada criança repolhuda linda em seus casacões e narizes e bochechas vermelhas andando de trenó, puxando o irmão menor num trenozinho, muita gente patinando nos lagos, guerra de neve, bonecos de neve,... Sorrisos até. Bolotas de sementes e gordura vegetal no quintal para alimentar os passarinhos, ver as árvores branquinhas ou só carecas cheias deles atacando a comida. Jogar sal junto com o vizinho na calçada vira um momento de confraternização... E o natal! Ah... Eu amo natal! E, como eu moro na parte católica da Holanda e a "família limpa" vem também do sul católico, nós temos um senhor natal! Fora são Nicolau, ano novo (ok, esse eu prefiro o de Niterói, na praia)... E minha filhota quatro patas! Minha batatinha ama neve! Enfia o nariz no gelo, rola, quebra o gelo do lago com a pata só para fazer buraco... Nos faz sair de casa e somos agradecidos por isso. Um vinhozinho, um chocolate quente, um queijinho... Uma lareira... Ou uma salamandra do lado de fora... Fotos:O Parque no inverno e a Kira chafurdando na neve:


A primavera que chega devagarinho, trazendo aos poucos um sol, os dias que vão amanhecendo antes e dormindo depois... O calorzinho frio no rosto... Os bulbos, que são plantados entre o outono e o inverno e passam tantos meses hibernando, começam a aparecer: Tulipas, Jacintos, Narcisos, Crocus mil e de todas as cores. Flores campestres, malvas, margaridas... Keukenhof é imperdível! Appeltern, bem menor, também! Coelhinhos selvagens (marrons com rabinho branco) saindo da toca e enchendo os gramados, toupeiras (!) cavando por todo canto e afofando a terra para a gente plantar, patinhos, passarinhos lindos atacando o amendoim e o girassol que penduramos no lugar das bolotas... As folhas voltando às árvores, as pessoas se espreguiçando do inverno, reclamando do clima, seja lá como ele for... Ainda frio o suficiente para um cobertor, mas com dias de "calor" que nos faz correr para um casaco mais leve, ou dias quentes em que dá para sair sem casaco... O dia da Rainha, que deveria ser o aniversário da rainha atual (Beatrix), mas como essa faz aniversário no inverno (31 de janeiro) decidiram manter o aniversário da mãe, rainha Julianna que fazia na primavera (30 de abril)! Ah, a praticidade holandesa! hahahah Fotos: Kukenhof, o famoso parque das flores; o dragão em homenagem à China (impossível em 1 foto); a fazenda de tulipas.


O verão ameno com alguns dias de extremo calor - 30oC por aqui é pior que 35oC, 40oC no Rio! - tudo verdinho, as pessoas do lado de fora sugando a vitamina D para o resto do ano. Um monte de lagartixas brancas ao sol, desesperado por um bronzeado (e ficam bronzeados!), festivais, shows, eventos ao ar livre por todo canto... Roupas coloridas e muito coloridas! As combinações mais estapafúrdias revelando que aqui temos direito de ser e usar o que somos e queremos. Adoro isso, até porque nunca "soube me vestir", seguir um estilo, combinar... Criançada de férias, pais idem, trânisto mais calmo, lojas e mercados vazios... Os bares colocando as cadeiras para fora, os "terraços" lotados... E dias longos, muito longos! Das 5 às 23, 22h30 com luz do sol. Andar no bosque e comer frutinhas do bosque, amoras por toda a parte... Que delícia! Fotos: Dente-de-leão pipocando no verão, a praia com a holandesa ao sol, encontro de brasileiros, festival em tilburg


E o outono! Que eu acho a estação mais bonita na Holanda. É! Ainda mais que a primavera. Não temos as cores loucas das flores, mas temos as das folhas. O dourado, marrom, misturados ao verde, com o sol batendo... É lindo! Entrar no bosque durante o outono é tão mágico quanto no inverno. Parece que a qualquer momento fadinhas vão passar por você, ou gnomos vão te atropelar... Não, não precisa estar doidão para isso hahahaha É só baixar a guarda! Falando em gnomos e doidões, no outono pipocam os cogumelos das mais variados tamanhos, cores e formas. Inclusive o cogumelo que todos nós já desenhamos um dia, o cogumelo casinha dos smurfs, banco de duende... Aquele cogumelo de contos de fadas vermelho de bolinha branca. Sim, eles existem. Fotos: 3 que eu achei pelo google ;-) Nesse outono vou lembrar de andar com a câmera


Mas, eles são mágicos! Não, não que sejam alucinógenos é que, se você procurar, provavelmente não vai encontrar. Como se eles se escondessem dos "caçadores". Aqui você tem que achar por acaso! E uma vez achado e "divulgado" vira atração e um monte de gente corre para tirar fotos. No outono as plantas começam a se empreguiçar, se encolher, no fim do outono muitas perdem as folhas, as abóboras pipocam nas plantações e nas decorações, os folders das lojas chegam cheios de botas e casacos desanimadores para quem estava curtindo o verão, as galochas aparecem nas mais diversas estampas lembrando que a sapolândia é molhada. Um chazinho cai sempre bem e melhor do que um ice tea...  Fotos: O parque no iníciozinho do outono


E o título? Ah, gente... O outono já chegou!!! E ainda faltam 20 dias para ele ser anunciado oficialmente! O calor sumiu e não estou falando do calorão que tivemos por uns bons dias aqui não, o calorzinho mesmo, o verão ameno típico! Sumiu! Dias frios com máximas abaixo de 20 e 20 se tivermos muita, mas muita sorte. Noites e manhãs geladinhas! Hoje às 7h15, quando saio com a filhota, estavam 7oC!! As lojas já anunciam há algumas semanas a decoração de outono com gnomos, cogumelos, abóboras, folhas; casacos, botas... O fim de semana passado e a semana passada foram super gelados, molhados! Com enchente digna do Rio no verão! O solzinho está aqui e eu até gosto de "solzinho de serra", quente e frio ao mesmo tempo, mas tudo a seu tempo, né?! Agora, que estamos tendo outono no verão, espero que o inverno seja mais ameno!

Beijo!!!!

Tuesday, August 31, 2010

Turminha em Inglês e Espanhol

Bom dia!!

Um post curtinho para dividir com vocês, especialmente para quem mora fora e tem filhotes bilingues, ou que estão aprendendo inglês e/ou espanhol: A Turma da Mônica está sendo publicada no Brasil com edições nas duas línguas. E podemos fazer assinatura internacional tanto das revistinhas normais quanto das em inglês (monica's gang, link para a revistinha) e espanhol (monica y su pandilla, link para a revistinha).



Adoro a turminha, sempre volto com a mala carregada de revistinhas. Já tentei até ensinar ao E. um pouco de português com os gibis, massss... Cebolinha troca os erres pelos eles, Chico Bento fala caipirês,... Em inglês "facilita":-P.  Aqui na Holanda dá para comprar a revistinha do Ronaldinho em holandês, com participação de Cebolinha (falando certo), Cascão... Eu comprei o número 1, já faz um bom tempo, por 3,50euros no supermercado (jumbo)

A única coisa que eu fico com pena, mas não vou entrar no assunto - não nesse post (tem um no forno sobre isso)-, é que o "diabo do politicamente correto" afetou a turminha. E muito! Saudades dos tiros de sal na bunda, do cascão na lata de lixo ou brincando no lixão, dos desenhos no muro, das surras bem dadas, etc etc. Só falta o Cebolinha falar certo e a Mônica ficar magrela de vez (porque já deu uma afinada e para mim está igual à Magali).

Beijos!

Friday, August 27, 2010

Um dia em "Tilburgo"



Bom dia!!! Postão!

Tilburg está longe de ser uma cidade turística, não tem um centro antigo, não é bonita, mas é um barato!
Estação central. Projeto de Koen van der Gaast
A cidade fica na província de Noord Brabant (Brabante do Norte) e é uma das maiores cidades dos Países Baixos, ficando só atrás das quatro da Randstad (Amsterdã, Utrecht, Haia e Roterdã), Maastricht, Eindhoven e Almere (se incluir 2 distritos, fica à frente de Almere). Como eu disse, não há um centro antigo, um centro histórico, como a maioria das cidades e vilarejos da Holanda. A razão é porque Tilburg, diferente da maioria das cidades, não foi crescendo, se desenvolvendo ao entorno de um centro medieval. Tilburg como cidade é relativamente nova. É, de forma bem resumida, o resultado do encontro de pequenas vilas de tradição têxtil que cresceram até se encontrar. E Tilburg herdou essa tradição e se manteve como cidade industrial e referência na área. Hoje é mais conhecida por concentrar empresas de logística e pela excelente Universidade.
Kermis
Festival Mundial
Carnaval
Até por ser uma cidade universitária, Tilburg é agitadíssima. Com uma boa vida noturna, ótimos bares, um centro lotado deles, um do lado do outro. Mil e um eventos: Festival mundial - é, em português mesmo; T-parade - o carnaval de verão; a maior "Kermis" (quermesse) da Holanda; Slaagwerkfestival - o festival de batucada, cheio de grupos de holandeses tocando "olodum"; Muzenconcerten (festival de musica semanal no verao, ao ar livre, nos jardins da universidade); Playgroundsfestival (festival internacional de arte digital. Maravilhoso!); um carnaval maravilhoso (Tilburg fica na parte católica, então seguimos, como toda brabant e limburg, as tradicoes e assim, temos carnaval :-P)...
Mosteiro Trapista Koningshoeven
Cervejaria Kandinsky

Para quem gosta de cerveja: O mosteiro trapista de Tilburg (fica em Berkel-Enschot, uma vila que faz parte do município) é bem legal. Eu compro a La Trappe (cerveja deles) no Sligro, mas também vende na VVV da cidade e já vi na Gall & Gall. Mas, se você não quer ir longe, bem no coração da cidade, pertinho da estação está o "Kandinsky". Uma cervejaria (bier cafe) pequenininha, minúscula, numa esquina do centro. Super aconchegante, vive cheia de fiéis bebedores. Só no inverno o cardápio de cervejas da estação chega a 200! Comida não é o forte. Tem uns beliscos. Cerveja é. Eu que não sou chegada à pielsen normal, achei várias deliciosas. Vale a pena.
Heikesekerk
Mesquita de Tilburg, vista do alto
Tilburg era a cidade holandesa com o maior número de igrejas católicas. A maioria já foi demolida, transformada em outra coisa, virou casa... Mas, ainda assim, há um número considerável de igrejas espalhadas pelo centro e são lindas. A Heikesekerk, ao lado da prefeitura, é atualmente a mais antiga. Uma coisa legal em Tilburg é a diversidade. Há um número grande de imigrantes e muitos, mas muitos islâmicos. Sendo assim, Tilburg tinha que ter uma mesquita. E é uma senhora mesquita. Enorme! Line que o diga. É um prédio moderno, super interessante. Do alto é a meia lua do islã!
Entrada para o Scryption e o Natuurmuseum
Natuurmuseum
Para quem curte museus, além do Scryption (que é bem pequenininho), há boas opções em Tilburg: O museu de ciências naturais de Brabant fica porta a porta com o Scryption e eu achei bem legal. É um museu de ciências naturais e, sendo assim, agrada mais a criançada do que os adultos. Eu achei um barato. E fui com excursão da escola! Ha! Na época das minhas aulas de holandês, do curso de integração. No primeiro andar havia uma exposição de arte indígena do mundo, nos outros andares eles estavam com uma exposição sensacional, super bem montada sobre a água -não só a conversa de sempre, mas também as espécies invasoras, o ecossistema... Tudo interativo (e atrativo). Como o tipo de museu que é, tinha a parte tradicional que mostrava também a fauna de Brabant. Apesar de eu ter horror a animal empalhado, foi muito interessante ver "de perto". O casarão do museu é lindo! E na lanchonete tinha uma tortinha de maçã que... Deus meu! E eu não sou chegada à torta de maçã. Não era fatia, era uma mini torta. Vale a pena! hahahaha.
De Pont
Textielmuseum
Textielmuseum

O museu  "De Pont" é um museu novo (1992), de arte contemporânea, construído no que já foi uma fábrica. É um museu referência na Europa e, mesmo fora do circuito do turista comum, tem um bom público (a maioria europeu). Sendo arte contemporânea, na minha opinião, não é para "qualquer um". Não é todo mundo que curte. Mas o prédio e a adaptação do prédio para museu já vale. Pertinho do De pont está o "Museu têxtil" da cidade. Onde ficava a grande sede. É o máximo. Quase uma máquina do tempo. Dá para ver desde as primeiras técnicas, máquinas, ferramentas, até as mais modernas (incríveis). E os teares funcionam. Aliás, a parte moderna é também laboratório. Você pode ver a coisa acontecendo na hora, de verdade e não só uma mostra. Tem até um quê das máquinas de Willy Wonka (não, o cenário não é tão colorido, não tem oompa loompas, mas o trabalho das máquinas sim). Há uma área só para Damast tradicional, que eu amo. Acho que em português é "Damasco" mesmo. Além de exibir os grandes teares, eles também oferecem restauração e lavagem. Eu fiquei pensando nas toalhas e guardanapos da minha avó em Damast. Ah, e claro, a lojinha do museu (eu amo lojinhas de museus!) é uma atração a parte! Não, não. Ela foge dos suvenires tradicionais! Você pode comprar cachecol, mantas lindas, feltro, tecidos... Tudo de altíssima qualidade.
Paleis-raadhuis
Paleis-raadhuis
Draaihuis
Ik Woon Hier

Não faz muito tempo, a prefeitura abriu no castelinho a "sala de desenho do vincent"(van gogh). Há em brabant uma "rota van Gogh". Para quem não sabe, ele nasceu (lá perto da Ju) aqui na província, cresceu, estudou... Em Tilburg ele morou e estudou. Então, para quem curte, é um prato cheio, passear pelos vilarejos... Há rotas lindas de carro, bicicleta, a pé... Esse castelinho, o  "Paleis-raadhuis"que é parte da prefeitura e é onde os casamentos civis são geralmente celebrados, foi construído por ordem do Guilherme II, com a idéia de fazer de Tilburg uma Versalhes holandesa (sem piadinhas, por favor!). Ele acabou morrendo antes do palácio ficar pronto. É lindo. A prefeitura volta e meia apóia uma intervenção artística (e esquisita) pela cidade. Um letreiro com o nome de um site em neon no centro comunitário do meu bairro "Ik. Woon. Hier. nl" ("Eu moro aqui") é uma "obra"  (eu jurava que era um site para a comunidade). No encontro dos anéis rodoviários, no meio da rótula, há uma casa que... Gira! "A casa que gira" é também uma "obra" Ela fica rodando, rodando... Devagarinho.
013


Tilburg também tem boas opções para quem curte música, teatro, cinema... O 013 é sensacional. Com uma programação ótima, super eclética. Shows internacionais excelentes. Nacionais também. Sai do lugar comum. Eu já assisti, por exemplo, aos "Ipanemas" (Uma mistura de Wilson das Neves, alguns músicos do Azymuth e mai um tanto de outros bons músicos. Jazz e samba) lá, acabou sendo de graça. E o mesmo lugar vai receber Joe Satriani, Gare du nord, Within temptation,..., Já recebeu um monte de pop e de rock... É um barato!Tem um ótimo estacionamento rotativo ao lado e ainda é pertinho de onde os bares estão. Schouwburg: A sala de concerto e o grande teatro de Tilburg são incríveis. Ficam em um mesmo prédio. Também fui conhecer com a "escola". Além do grande salão (22 graus constantes e sistema de iluminação embasbacante) para grandes shows, orquestras, música clássica,..., há salas menores com shows de cabaret (comédia, gente, e não cancan), música (salas que você pode alugar para casamento também!), o teatro, o filmfoyer, bons bistrôs (é, no plural), lojinha de tentações (com coisinhas diferentes, livros... ai, ai)... Cinema temos dois multiplex (o euroscoop e o midi) e o cinecitta, com uma programação alternativa ótima.
Efteling - Entrada do parque a noite. foto: shots by me
Efteling - entrada para o povo Laaf

E para a criançada (e criançada grande também):  o Oliemeulen, um reptiário (mas hoje tem outros animais também) diferente por ser na cidade. Fica numa construção de 1650. Como eu não sou fã de bicho preso, não é dos meus programas favoritos. A bos notícia é que há um plano para transferir o Oliemeulen para uma área bem maior, numa região, num bairro mais afastado do centro. O que já é um grande passo. Mas, é curioso e eles têm um trabalho interessante com a população, com a criançadinha, de ensinar mesmo, tirar medos, aproximar os cabecinhas-de-queijo da natureza... Há contato. Mas, por falar em zoo, nos arredores de Tilburg fica o Beekse Bergen. No vilarejo de Hilvarenbeek. Merece um post a parte ;-) É um safari park enorme. Você pode fazer a pé, como num grande zoo, mas sem muitas "jaulas", tipo: os babuínos têm uma área enorme aberta e passam para a dos elefantes, girafas... São areas gigantescas, lindas. Ou você pode fazer o safari mesmo de carro, ônibus-safari, barco (!!! Mas no inverno não), sim há um lago gigantesco lá dentro, com direito à ilha para alguns animais (ilha com bosque). Ou você pode fazer tudo em sequência!!! Eu fiz a pé (uns 6 km) e era inverno. Amei. Os cerdos ficam soltos uma área de bosque e vêm pertinho da gente (sem grade). Há um projeto de preservação por trás e, apesar de ainda ser um zoo, uma certa "dignidade" com os animais. Ainda nos arredores de Tilburg (com ônibus direto da estação central) está o Efteling... Ah, o Efteling! Uma das grandes paixões da minha vida! Merece todos os posts. Só indo. E digo: prefiro o Efteling à Disney.

É isso: programa para todos os gostos e bolsos. Quem diria?! Vendo o tamanho do post, percebi que Tilburg tem mais coisa para fazer do que eu imaginava hahahaha

Beijo!