Tuesday, July 6, 2010

Silêncio... Ah, o silêncio...

Vocês já tentaram ficar totalmente em silêncio? Ouvir o nada? Eu já! É incrível. Mais incrível foi eu ter feito isso falando "pouco" como eu falo...

Eu sou barulhenta, estabanada, faladeira... Ou seja, silêncio nunca foi meu forte. Mesmo para estudar, trabalhar eu preciso de, no mínimo, música. TV é um plus hahahaha Por exemplo, agora estou aqui escrevendo, mas a BBC está "falando"ali no cantinho. Desde que cheguei na Holanda descobri que o silêncio é bom. Acho que também pode ter a ver com a saudade e a "solidão do que somos acostumadas", sei lá. Aprender a gostar do silêncio foi essencial na minha batalha contra o meu monstrinho estresse e está sendo contra a monstrengosa ansiedade. Eu TIVE que aprender a me ouvir, a meditar, a respirar e assim conheci o silêncio. 

Quando eu digo silêncio, não é o silêncio angustiante do nada, do vazio... Não. Isso não. É o silêncio do barulho, não dos sons, não do ambiente. E considere também os pensamentos como barulho. Nossa as vezes eu estou tão barulhenta por dentro que dá vontade de sair correndo de mim mesma hahaha É o silêncio que nos permite ouvir sons maravilhosos, sons que a gente nunca percebe e ouvir a gente também. 

Hoje de manhã, como sempre faço, fui levar a filhota para uma voltinha, o xixi matinal. Vamos sempre que dá vontade ao parque aqui ao lado. É um dos meus cantinhos. Mas, o meu parque não é o parque do fim de semana, do meio do dia ou da tarde. Aí é o parque dos outros, o parque legal aqui do lado, mas não o meu. O meu parque é o parque dorminhoco, das manhãs preguiçosas ou trabalhadoras. E hoje de manhã o meu parque estava mais meu que nunca. Que delícia foi entrar no silêncio de lá. Acho que ajudou o dia estar lindo, estar bem quentinho desde de manhã. O calor das primeiras horas de sol é diferente, já repararam? É um calor mais agradável, parece calor de abraço de vó hahahahaha 

No parque há um lago. E eu amo esse lago.   O lago é o coração do parque (o do meu parque e o dos outros), no inverno as pessoas ignoram - quando dá - a pista de patinação, que volta e meia montam por aqui, para aproveitar o laguinho. Pode até ser pelo estereótipo de pão-durice holandesa, mas eu acho que é porque é mais bonito, mais "gezellig" (a palavra holandesa que não tem significado em portugues, como a nossa saudade para a maioria do mundo. A pronúncia é algo como "rezela" e seria alguma coisa como aprazível, cosy). No outono fica com as cores de outono, com os patinhos, na primavera os lírios d'água começam a aparecer, as outras plantas-aquáticas também, filhotinhos de marreco, pato, coelho... É como estar num clássico Disney hahahahahaha Mas no verão, ou melhor, quando esquenta um pouquinho e as pessoas começam a dar as caras cedinho, o parque muda. E eu descubro que mais gente - geralmente as mesmas pessoas todos os dias - curte o silêncio do meu cantinho e divide o Meu Parque comigo. E isso é ótimo.

Cedinho esses parceiros de silêncio estão lá, ao redor do lago, sentadinhos nos bancos lendo um livro, jogando pão para os patinhos,..., ou nas rampas de pesca (sim! isso mesmo! Umas 4 ou 5) com uma cadeirinha de praia, os apetrechos todos... E eles pescam! Tem cada peixão!!! Fiquei impressionada.

A primeira vez que vi os peixes grandes do lago foi numa manhã dessas, mas em outro ano, atravessando a ponte, olhando as plantas... De repente um barulho estranho, quando eu olho pro lado, os peixões ficavam "rolando", meio que na superfície, por entre os lírios. hahahaha Bom, mas os meus "companheiros de manhã" são companheiros. Ninguém se conhece, ninguém nunca chegou perto um do outro, nos respeitamos dentro da nossa rotina, como numa meditação em grupo. Algumas vezes cruzamos olhares, acenamos com a cabeça, sorrimos e seguimos no silêncio.

As únicas coisas capazes de atrapalharem esse transe matinal :-P são as bicicletas da criançada indo para a escola ouvindo radinho, tagarelando... Mas isso dá até para abstrair e colocar como parte dos sons de fundo, ao invés de barulho. Algumas vezes não dá... Daqui a poucas semanas entrarão de férias hahah E a minha filhota 4 patas, minha parceira de aventuras pelo parque que quando quer tem uma boca maior que a minha e enfrenta o mundo, mesmo que o mundo não queira enfrentá-la. Nas manhãs eu faço o que eu posso para que ela fique tranquila e entre na sintonia. Mas quando a garça alça vôo a nossa frente, ou quando um sapo pula, ou quando (e principlamente) um cabecinha de queijo corta caminho pela grama ouvindo hip hop com uma latinha de energético na mão (sim, pq os cabecinhas-de-queijo, criança ou adolescente, muitas vezes se acham os "mano" e se vestem iguais aos negões do Harlem americano, não do Harlem original, próximo a Amsterdã)... Aí a Kira se rebela. Acho até que protestando pela quebra da nossa caminhada em paz hahahah Aí só me resta pedir desculpa com outro gesto aos amigos de matina e seguir em frente. No silêncio bom!

Nunca tentou ouvir e sentir o bom silêncio? Tente! Vale a pena.

Beijoooooooooooooooooooooooooooo

12 comments:

Flah Nizia said...

Lindo! Lembrei de uma old song ....

Não existiria som se não houvesse o silêncio,
Não haveria luz se não fosse a escuridão,
A vida é mesmo assim dia noite não e sim!
bjs querida!
Flavia

Liana said...

aqui na suíça tb é possível ouvir o silêncio. nem sempre eu gosto pq tb to acostumada a movimento, mas... as vezes a tal da qualidade de vida vem a calhar :)

bjos

Simone said...

Ai Fefa, to eu aqui de volta. Lendo o seu post e estando de volta ao Brasil, eu notei o quanto eu me acostumei com o silêncio. Eu como você sempre fui barulhenta, lembro de fazer liçao de casa com a tv ligada, som ligado, cachorro latindo... na Holanda eu sentia falta do barulho da rua, dos meus vizinhos barulhentos, dos carros 24h, das ruas de SP, e não é que agora eu penso que é um pouco de mais? me incomoda, tem horas que procuro um lugar na casa em que eu possa ficar queitinha, sem barulhos, mas não dá... faz falta :)

Ana Laura said...

Gosta de silêncio? entao vem morar aqui na Suìça!! hahaha é um silêncio inacreditavel!! as vezes vc ouve uns mugidos de vacas, mas é normal! hahaaha

bjoo

fefa said...

Flavinha, que coisa boa te ver por aqui!!! Que saudade!!! Obrigada! Eu amoooo essa música!

Liana, acho que o silêncio, como todo o resto, precisa de equilíbrio hahah nem o tempo todo, nem nunca ;-) Sim. Viva a tal qualidade de vida ;-)

Simone, eeeee que bom te ler e ver que vc chegou bem! Eu imagino como esteja sendo esse seu período de readaptação. Mesmo quando vou pra férias, sinto uma diferença absurda. mantenha contato, viu?! Dê noticias. Boa sorte com a saudade (ao avesso agora) ;-)

Ana Laura, hahahahahahah até um silêncio de roça de vez em quando é bom, mas não sempre hahahah Ter a chance de ouvir o silêncio é maravilhoso e praticar tb, mas com equilibrio, como respondi a Liana hahahah Muuuuuuuuuuuuuuuuuuuuuuuu :-P

Dani dutch said...

OI Fefa, tudo bem?
Estou sumida, pois minha mãe está me visitando,e falando em silêncio ela me disse, dani aqui é tudo tão quietinho não?... não escuto nada, nem um vizinho, nem barulho de carro.. uma bençao pra dormir ...
bjuss e otimo fim de semana

Belen Art said...

Hi Fefa,
In a few words, I believe that silence is like medicine for our souls. Living in crowed city nothing can be better that a little of silence.

By the way, my favorite word in portuguese is "saudade." It is such a expressive word and it sounds so melodic.

Cheers

Gisley Scott said...

Eu tenho problema com silêncio tb.Eu sou muito "afobada" como a gente diz no Ceará...Tem que ter música,riso alto e todas essas coisas bem brasileirantes, "Guaraná Antártica" de ser :)!!!

Pescar me ajudou muito a apreciar o silêncio e estar mais atenta à beleza que me cerca.Como é fácil se perder nas distrações.Quando aprendi a apreciar o silêncio, tb aprendi a ouvir meu esposo melhor.Aprendi a dar atenção aos pequenos detalhes.Aprendi a notar o que traz alegria e o que não traz às pessoas.

Silêncio é um negocinho poderoso.Principalmente quando a gente tem que morder a língua pra não falar uma besteira, hahahaha :P!!!!

Bjos

Rosane said...

Fefinhaaaaaaaaaaaaaaaaaaaaaaaaaa, que silêncio é este? Não o do post, este eu também aprecio. Eu me refiro ao silêncio de não ter mais nenhum post depois deste.

Hahaha, não é cobrança, viu? É que eu adoro ler o teu blog. Tua culpa :P

Bjos

fefa said...

Meninas, perdão. Sumi :-P Mas, de novo, por pura enrolação ;-) Mas, vou voltando aos poucos.
..................

Dani: Oi, Dani! Ah, mas nao se preocupe pq eu sumi tb hahahah e vc sumiu por um motivo mais que justo! Vc tinha mais que aproveitar o colo de mãe mesmo. É verdade! ela está certissima e qdo a gente chega do Brasil é uma diferença enorme, né?! Eu achei niteroi tão barulhenta!! Descobri que buzina de carro é um saco :-P

.......

Hey, Belen! I loved what you said: "I believe that silence is like medicine for our souls". :-D And, indeed: nothing better than some drops of silence when you live in a crowded, loud, noisy place ;-) immediate relief :-P

Mine too! I love the word saudade (but sometimes i hate to feel it). Exactly because it's "exclusive", it means so much, has so many feelings in it... all to explain by itself this profusion of feelings we feel when we feel saudades ;-)
......

Gisley - hahahahah jeito guaraná antarctica de ser é ótimo! Somos duas. Pescar? Que legal! Só pesquei bem criança, com canicinho, na lagoa de araruama e só mesmo para brincar com meu pai. Sempre soltando os peixes depois ;-) Mas me marcou. Como as distraçoes nos distraem, nao?! heheheheh E sim, o silencio ajuda a nos fazer ver coisas que nunca imaginamos estarem ao nosso redor, apreciar de forma diferente e absorver melhor as coisas ao redor, entender melhos as pessoas, como se aprendessemos a le-las melhor. Poe poderoso nisso! e morder a lingua... Ai, tenho que tentar todo dia :-P
......................

Rô, querida!!! Nao se preocupe. O Silêncio é fruto de total enrolação, afobação e um ou outro ÃO da vida. hahah, mas está tudo ótimo! Ah, fico feliz que tenha sentido saudade de ler posts novos! Bom sinal
........

Beijos, meninas!

analice said...

ola,

é sempre bom aproveitar esses momentos para se conforta, ou ate mesmo se confrontar, escutar a si e aos outros sem precisar ouvir com os ouvidos materiais e sim com alma.. com os sentimentos..

fefa said...

Analice, bem vinda! :-D Adorei o que vc escreveu! Nós deveríamos mesmo aproveitar (no sentido de tirar proveito mesmo) esses momentos de silêncio com mais saberdoria... ;-) Bj