Friday, March 4, 2011

“Cadê eu?!”

Boa tarde!!

Post Bíblia-completa para compensar :-P

Cara-de-pau a minha sumir assim por tanto tempo e voltar do nada, dando bom dia como se eu tivesse postado alguma coisa ontem, não é?! Bem, nesses dias em que a gente encaixa 72 horas em meras 24, parece mesmo que foi ontem e não dia 27 de outubro do ano passado! Mas, “vortando”, sumi por aquilo que já tinha contado no post do dia 24/10, por todas aquelas razões: Trabalho, nova rotina... Aí o trabalho novo, daquele post, virou trabalho velho, muita coisa rolou, muita gente nova passou pela minha vida e já virou gente “velha”, muitas novidades já perderam a graça de contar...

O projeto foi muito legal, as primeiras impressões ficaram (que eu escrevi lá no outro post) mas a gente sabia que era temporário, sabia que acabaria. Acho que nunca vi um grupo tão heterogêneo se dar tão bem. Claro que nem tudo eram flores e tinha hora que eu queria arrancar os cabelos, sair correndo... Eu e um dos supervisores tinhamos uma relação “bacaninha” tipo fogo-e-água, sabem como?! Lindo! Mas 90% do projeto tinha a mesma opinião que eu sobre a pessoa, só não reagiam. Na verdade, os holandeses geralmente (com exceções, é claro) preferem fazer o trabalho deles e ir embora, sem se incomodar com o resto – para o bem e para o mal. Essa "doce relação" rendeu boas piadas e risadas nos “borrels”. Ah, os borrels...

Borrel nada mais é que “tomar umas”, na verdade é drinque mas há também o verbo, ou seja “tomar umas”, “happy hour”, “dar uma saída”... Na outra empresa também tinhamos um ou outro, mas só o grupo mais próximo. Nessa era quase toda sexta-feira e, o que começou com um bom número de pessoas, acabou com um grupo quase fixo que acabou ficando, de certa forma, amigo. E o borrel que no início era de fato um happy hour depois do trabalho, foi esticando, esticando... Do pub, íamos comer alguma coisa (ou não) e para algum pub-club até de madrugada. Trabalhei algumas sextas-feiras de 7h às 4h30 Hahaha E sabem que também foi bom, importantíssimo, para a vida pessoal? Deu equilíbrio, um espaço necessário para curtir mais as coisas de casa. Ter o "meu grupo" foi (e é) importante. Ser dependente  – financeira ou emocionalmente -do outro é um problema. Mas... Acabou! Nas vésperas da minha ida ao Brasil, 2 dias antes. Para alguns cedo demais e poucos continuam lá. De uma forma ou de outra, o grupo que tínhamos, se espalhou e aquela integração vai ser difícil de se achar em outro lugar.

Aí eu fui para o Brasil... Eu só vou uma vez por ano e, assim, tentamos sempre ficar o maior tempo possível por lá. Matar um pouco da saudade “monstrengosa” acumulada durante o ano, reabastecer as energias e o estoque de vitamina D,.... Enfim, curtir a volta à casa por um tempo sempre curto. Mas... Dessa vez a minha pimenteira secou! Cheguei sábado à noite, no domingo estava meio assim-assim e na segunda acordei embolotada. “-Isso não é nada, Fefa. É só brotoeja! A diferença de temperatura é muito grande” “- Calma, Fefa, deve ser reação alérgica”. Hum hum, hum hum... Um cochilo de meia hora depois acordo eu igual a um “chokito”. Lá vamos nós pro médico, 11 pessoas na minha frente... “A pediatra também é clínica e só têm 3 na frente, serve?!” Serviu! E ainda bem que serviu! Gente, as bolotas eram catapora! Quase 3.2 na cara e só agora fui pegar a “mardita”. Cacete. Não recomendo! Não dormia com coceira, tudo ardia, doía... Entrei no antibiótico e meu verão ficou incubado junto comigo, no ar-condicionado e sombra, chapéu de palha, óculos escuros e filtro solar entre 70 e 100. Mereço?! Me revoltei, fiquei rabugenta. Diabo de olho-grande pra cima de mim! Nas minhas férias?! Mas, imaginem se eu tivesse embolotado 1 diazinho antes? A TAP não me deixaria embarcar! Se eu tivesse catapora nas bandas de cá, não teria o atendimento que tive, não teria minha enfermeira exclusiva (mãe!), colo, dengo... Abençoado seja o olho-gordo, o seca-pimenteira que me rogou a praga hehehehe! Curti o fim-de-tarde, o chamego, os amigos... Renovei, me energizei e descansei porque quando eu voltei...

Durante o trabalho na empresa nova-velha me ligaram de uma outra empresa, que eu já nem esperava mais, perguntando se eu tinha interesse e lá fui eu, no dia seguinte, super relaxada para depois da bota abandonada do Judas. Gostei do lugar, gostei da idéia, a entrevista foi boa e... Saí contratada! Foi tão rápido que eu fiquei anestesiada. Demorou a cair a ficha. Só caiu na hora que eu voltei para o trabalho e contei como tinha sido..."Já?! Que rápido!" É... Foi! Eu agora trabalho conectada, de certa forma, ao Brasil. O bom é que tenho uma estabilidade maior. O ruim é que é longe para cacete, é láááááá onde a Amaline trabalha (pra quem segue o blog Lininha meias palavras). Pois é, se já não bastasse ela ter morado na minha cidade no Brasil, morar na minha cidade na Holanda, nós agora trabalhamos no memso vilarejo. Com a diferença de que eu ando 2km para chegar no trabalho (não, não tem ônibus) e ela atravessa a rua. Somos “culega” de trem na volta.

O tempo, que já era pouco, sumiu. Aqui na empresa são todos hiper-focados... São mais fechados que os antigos colegas (diferença regional pesa na Holanda! Eu vivo mais para o sul e trabalho mais para o norte) e é um mundo totalmente novo pra mim, estou tendo que aprender tudo e mais um pouco do mercado, dos produtos e, para desgraça da minha irmã, virei "engenheira"! hahahahaha Pelo menos no meu cartão de visitas eu sou uma de vendas. Juro que quando eu vi eu pensei nela tendo a mesma sensação que eu tenho quando vejo um “cake designer”, “hair designer” ou “designer de sobrancelhas”. Mas, C ‘Est la vie! Já rimos muito disso.

Essas são as novidades, gente! Amanhã é carnaval, hoje chegam 4 brasileiros para ficar uns dias lá em casa e pular carnaval com a gente (sim, porque no sul da Holanda tem. É de rua e eu adoro!). Mas, isso fica para o próximo post que, eu espero , não vai demorar mais tanto quanto este.

E vocês? Quais as novidades? Planos para o carnaval?!

Beijocas

10 comments:

Line said...

Te conto as novidades daqui a pouco no trem! Hahaha!
Aqui e longe mesmo Fefa, pqp, e so de pensar que ja estou ha quase dois anos nessa...rs. Mas pra vc ficou ainda mais fora de mao do que pra mim, que trabalho quase dentro da estcao, rs.

Beijos e ate mais!

Beth Blue said...

Ela voltou! E ainda cheia de novidades! Trabalho velho, trabalho novo, viagem ao Brasil...uau!

Eu sempre fico impressionada com a facilidade com que essas moças mais jovens (e ainda sem crias) conseguem arrumar emprego. Ou isso ou o seu cv deve ser mesmo MUITO bom! ;-)

Quanto a mim, dias melhores virão. Eu acredito!

Daniele said...

OI Fefa, sentimos sua falta viu...!!!
Bom eu sumo também, é meio corrido durante a semana.
Quantas novidades, fui também ao Brasil, e faz umas 3 semanas que retornei, mas que sardade da terrinha e do povo que ficou lá.
Mas enfim a vida continua, e um excelente 2011 pra vc
bjus

Tati said...

Que saudaaaade!!! Quer dizer que você esteve em Niterói e perdemos esta grande oportunidade de um abraço? Ah, eu já tive catapora, podia te abraçar tranquilo... rsrs (Só não poderia voltar para casa, por que o Bê não teve... rsrs).
Que legal que encontrou sua "turma". Isso faz mesmo muita diferença em um relacionamento. Mas não entendi, você está trabalhando com vendas? Conta mais, separa 5 minutos das 72h que cabem nas 24, mas conta, vai... A gente sente saudades!
rsrs
beijos.

Fefa said...

Tatiiiii. Tb senti! Estava curtindo muito o bloguinho. Vamos ver se eu consgio ficar mais presente, equilibrar. Sim! Passei praticamente 1 mês em Niterói. E foi uma pena ter perdido a oportunidade de conhecer alguns de vocês, inclusive a Sandra que é minha “vizinha” e até hoje não nos encontramos. Hahahaha Poderia! Mas, olha, se é verdade o que dizem que catapora é bem mais levee m criança, recomendo! Pq em adulto… Nossa! :-P Eu estou trabalhando na area comercial de uma empresa que tem representação no Brasil, na area de offshore e tal. A idéia é que eu faça a ponte BR-NL. É um senhor desafio e ainda tenho que achar uma forma de me encantar pela area. Mas, está valendo a pena ;-) E vc? Me conte como estão as coisas! Eu tb!!! Assim que conseguir, vou passar no blog. Beijocas!


Oi, Dani! E eu tb! Muita. Como respondi à Tati, vou tentar vir com mais freqüência por aqui e arranjar uma forma de ler vocês também! Por enquanto o jeito que eu dei não está permitindo que eu abra os blogs todos que eu gostaria ;-) Adoro ler vcs, essa troca gostosa entre a maioria do blogs. Essa saudade é safada… Ainda mais quando voltamos, né?! Eu estou com visita do Brasil em casa, aí – junto com a correria do dia-a-dia ajuda a não pensar na danada. E vamos ter um excelente 2011!


Beth. Pois é… Muita coisa aconteceu e continua acontecendo! A vida em movimento ;-) Eu não diria que é fácil não, viu?! Aliás, não é nada fácil! Dos 60 do projeto q trabalhei, eu conto numa mão quem saiu empregado e são todos holandeses com ótima formação. Está difícil. A verdade é que todos temos que corre muito atrás, muito mesmo! É uma maratona. Eu continuo correndo, de olho, arriscando, para achar sempre uma coisa que tenha mais a ver comigo. Mas não consigo ficar parada esperando o emprego perfeito aparecer (até ja fiz isso, mas aprendi que isso não existe).Com isso, os buracos sumiram do meu CV, ganhei experiência, melhorei o holandês... O emprego-novo é meu 1o fora de uitzenbureau , uitzend onde eu comecei a trabalhar na semana seguinte que eu terminei o inburgering. Fora isso, vc está certa (sem falsa-modéstia): eu acredito que, hoje, eu tenha sim um bom currículo. E, com certeza! Tem que pensar assim mesmo, Beth! Dias melhores virão sim,você vai ver, é só continuar buscando sem desistir que tais dias chegarão ainda mais rápido! Boa sorte!


Line, estou adorando nossas voltas para casa! Hahahahah como é bom colocar o papo em dia. O assunto não acaba, né?! :-P Culpa sua hahahahah Nossa! Põe longe nisso! Acho que o que pega mais são os 40 minutos diários andando para vir e voltar à estação… É bom pro corpo, mas como obrigação é terrível. Pena que nos perdemos no carnaval. Até de tarde. Beijocas!

Eve said...

Parabéns pelo sucesso na carreira, Fefa. Eu já disse uma vez e repito: quando crescer, quero ser igual a você! ;)

Bjs!

Simone Westerduin said...

Fefa que tudo de bom te ler de volta por aqui e com tantas noticias boas. Estava cobrando hoje mesmo no blog da dona Line quando é que eu vou encontrar vocês. Ainda tenho que te ligar né? deixa eu ir ali tomar vergonha na cara depois eu volto. rs

beijao

Beth Blue said...

Oi Fefa, obrigada pela força e espero que você não suma de novo!!!

Dias melhores virão, sim.

Dani dutch said...

Fefa, eu tenho esse problema também, a falta de tempo, e por isso que a s vezes chego meio atrasada aqui e nos outros blogs, mas vcs me perdoam né.
Visita do Brasil tudo de bom, a última que recebi de lá foi ano passado em junho, minha mãe e uma amiga, que momentos maravilhosos, pena que foram só duas semaninhas
Bjuss e otimo fim de semana

Cantinho She said...

Fefaaaaaa vc voltou! Senti saudades de vc e seus posts sempre descontraídos! Uau, quanta novidade, que bom que tudo deu certo!

Pois é no Brasil teve um surto violento de catapora mesmo, que bom que vc ficou bem! Mas é muito chato mesmo! ;)

Seja bem-vinda!
Beijo, beijoooo!
She